Special Air Service (SAS)

Fonte:http://pt.wikipedia.org/wiki/Servi%C3%A7o_A%C3%A9reo_Especial<br&gt;

O Serviço Aéreo Especial (SAS) (inglês: Special Air Service) é uma força especial britânica, conhecida pela sua alta capacidade em condições extremas. Inclusive, nos treinos, muitos recrutas morrem devido aos terriveis treinos a que são submetidos. Pode ser considerada a primeira “SOF – Special Operation Force” e criadora das operações tipo “Destrua e Fuja”. De todas as Forças Especiais ela é a mais respeitada e muitas vezes considerada a mais eficiente do mundo.

A SAS é a mentora de várias forças especiais do mundo como: Força Delta, Sayeret Matkal, GSG 9, Special Air Service Regiment, KSK, GIGN e etc.

Estrutura

O SAS tem um regimento regular, o 22 Regimento, e os Regimentos 21 e 23 da força de reserva territorial. Os regimentos de reserva só não recebem treinamento antiterror e o treinamento é mais arrastado. Geralmente atuam como “inimigos” nos treinamentos de tropas convencionais

História

Foi criada em 1941, durante a Segunda Guerra Mundial, na África do Norte, por um tenente escocês chamado David Stirling. A unidade recebeu o nome de SAS – Serviço Aéreo Especial, para os alemães acharem que havia commandos pára-quedistas servindo ao Exército britânico no Cairo.

O seu conceito inicial projectava uma força ofensiva móvel de tamanho reduzido, que combateria atrás das linhas inimigas, com um objetivo estratégico, e outros secundários, atacando qualquer alvo de oportunidade, com autonomia própria até a exfiltração que poderia ser por qualquer meio.

Na campanha africana teve grande rendimento, e lutou tambêm na Itália e na Europa. O SAS destruiu mais de 400 aviões da Luftwaffe ou mais; acreditam que teve um melhor rendimento que a RAF (Real Força Aérea Britânica) destruía em terra e no ar. Após a Segunda Guerra Mundial foi desativada e foi reativada na década de 1950, com o nome de 22o Special Air Service. Ficou decidido que os Royal Marines e o Special Boats Service iriam fazer incursões de curto alcance e o SAS incursões de longo alcance e longa duração dentro de uma estratégia contra a União Soviética. Desde então tem lutado pela Grã-Bretanha nos mais diferentes lugares como na Malásia, Omã, Bornéo, Vietname – vestindo uniformes norte-americanos -, Aden, Irlanda do Norte, Malvinas, Libéria, Golfo Pérsico, Bósnia, Kosovo, Serra Leoa e Afeganistão., onde reafirmaram a sua reputação de Invencíveis.

A SAS em toda a sua história revela várias facetas e grande capacidade em variadas situações desde assaltos na selva, combates no deserto e ações antiterrorismo (Táticas do Combate em Ambientes Confinados). O seu lema parece até provocativo “Who dares Wins” que significa “Quem ousa Vence”.

A maioria das Forças de Operações Especiais do mundo seguem o padrão do 22-SAS, á exemplo temos: Força Delta, SWAT , Seals DEVGRU Team, Sayeret Matkal, Spetsnaz(Spetzgruppa Alpha), SASR, 1° Batalhão de Forças Especiais do Exército Brasileiro e muitos milhares de outras organizações.

Inovações Táticas e Técnicas

Uma das maiores características dessa unidade é sua adaptabilidade por ter sido uma das pioneiras entre as forças especiais. A “cartilha” SAS é atualmente usada por quase todos os comandos e forças especiais do mundo. Entre as inovações que criaram está:

  • Táticas de Close Quarters Battle (Combate em Ambientes Confinados) criadas inicialmente para ações antiterrorismo. Essas táticas ficaram famosas com a unidades SWAT da policia americana.
  • Conceito de Guerra Não-Convencional aplicado a condução de Operações Especiais
  • O conceito de Operações de Patrulha e Reconhecimento de Longo Alcance – até mesmo das chamadas operações móveis, em que um destacamento de forças especiais ataca e se movimento dentro do território inimigo levando o combate durante quilômetros e várias semanas.

Outras Forças Especiais Baseadas na SAS

O Regimento participou e deu origem a muitas outras Forças Especiais espalhadas pelo mundo, entre elas:

  • Austrália, SASR – Special Air Service Regiment. De origem de um esquadrão da SAS recrutado na Austrália para auxiliar no combate na Malásia.
  • Bélgica, Belgian Special Forces Group. Que teve a origem ainda na Segunda Guerra Mundial, quando o 5th SAS Regiment recrutou voluntários para cruzar a Linha Siegfried.
  • Israel, Sayeret Matkal. Moldada no SAS e carrega o mesmo lema: “Quem ousa vence”.
  • Estados Unidos, O 1st Special Forces Operational Detachment-Delta (1st SFOD-D), ou Força Delta baseada na SAS e profundamente influenciado pelos seus conceitos. Seu fundador, Charlie Beckwith, havia servido nos anos 60 na SAS, e voltou para as Forças Especiais do Exército Americano criando lá uma unidade que seguia a SAS.
  • Alemanha, GSG 9 – Força especial da policia de fronteira alemã
  • Portugal, GOE – Grupo de Operações Especiais da PSP

Ver também


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: