Estar camuflado apenas não basta

Estar camuflado apenas não basta, o soldado precisa levar em consideração algumas questões sobre sua movimentação em combate. Por exemplo:

1) Fundos. Fundos são importantes, e o combatente deve se misturar com eles o máximo possível. As árvores, arbustos, grama, terra, lama e estruturas artificiais que formam o fundo variam em cor e textura. Isto torna possível para o soldado se misturar com eles. Deve-se selecionar árvores ou arbustos ou outros fundos para se misturar com a camuflagem e absorver a sua figura. O soldado deve sempre considerar que o inimigo pode conseguir observá-lo.

2) Sombras. Um soldado é facilmente visto ao ar livre em um dia claro, mas nas sombras é difícil de ser visto. As sombras existem na maioria das condições, dia e noite e em vários ambientes. Sempre que possível a movimentação deve ser feita nas sombras.

3) Silhuetas. Uma silhueta baixa é mais difícil de ser vista pelo inimigo. Então, o soldado deve se manter abaixado, agachado ou deitado a maior parte do tempo.

4) Reflexos brilhantes. Reflectir a luz é quase que suicídio. Uma superfície brilhante chama a atenção imediatamente e pode ser vista a grandes distâncias. Por isso todas as superfícies brilhantes devem ser camufladas de forma criteriosa. Deve-se ter muito cuidado com óculos e lentes de binóculos.

5) Linhas do horizonte. Podem ser facilmente vistas figuras na linha do horizonte de uma grande distância, mesmo a noite, porque um esboço escuro se salienta contra o céu mais claro. Uma patrulha deve usar a cobertura do terreno e só cruzar áreas abertas apenas nos pontos mais estreitos.

6) Alterar de esboços familiares. Equipamentos militares e o corpo humano são esboços familiares ao olho humano. O soldado propositadamente alterar essas silhuetas ou disfarçá-las usando por exemplo capas de camuflagem (ghillie suit). Deve-se também sempre que possível alterar os seus esboços da cabeça às solas das botas.

7) Disciplina de ruídos. De nada adianta a mais perfeita camuflagem se os soldados não guardam silêncio. Um simples ruído ou barulho da voz humana pode ser detectado pelo inimigo. O soldado deve manter o silêncio o máximo possível, comunicando por sinais ou toques, e só falando quando extremamente necessário em tom baixíssimo e com a absoluta certeza de que o inimigo não poderá escutar nada.

Fonte: http://tropasdeelite.cjb.net

saber mais: www.paintugal.com


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: